Nativos digitais e os desafios da escola do séc. XXI

Quem são os nativos digitais e que desafios trazem à escola do séc. XXI? De acordo com os dicionários da Oxford, somos todos: pais, professores e alunos, porque todos nascemos ou crescemos rodeados pela tecnologia digital. E gostaríamos que a escola abandonasse os modelos de séculos passados, adoptando a literacia digital como uma prioridade a bem do futuro de todos.

Não é consensual a aplicação do conceito de ‘nativos digitais’ aos mais jovens, mas em qualquer pesquisa online sobre a tecnologia digital e a sua utilização em contexto escolar e académico ‘nativos digitais’ aparece como palavra-chave ou como parte do título de qualquer artigo sobre este assunto.

Em 2001 Mark Prensky instituiu o conceito, a propósito da crise no ensino americano e o termo “nativo digital” tornou-se moda. O famoso artigo pode ser consultado aqui “Digital Natives vs. Digital Immigrants” https://marcprensky.com/writing/Prensky%20-%20Digital%20Natives,%20Digital%20Immigrants%20-%20Part1.pdf

A disseminação de ambos os termos evoluiu e foi sendo utilizada de forma menos grosseira, principalmente com outras gerações. E chegou-se à conclusão que em vez de alienar os “imigrantes digitais” (ou seja, os mais velhos) na utilização e desenvolvimento da tecnologia digital, o seu contributo é muito valioso, por ser uma perspectiva com experiência de vida, especialmente pré-digital. A propósito desta visão mais empática do ponto de vista intergeracional, o Abacateiro no Algarve sugere o seguinte vídeo das TedTalks:

Ferramentas Escolares à disposição de todos

À parte das lutas geracionais no seio da própria instituição, neste episódio expomos a necessidade da escola utilizar e fomentar a utilização dos recursos digitais disponibilizados pelas principais editoras de manuais escolares, de modo a combater a utilização de fontes não fiáveis de informação por parte dos estudantes.

Grupo Leya https://auladigital.leya.com/recursos/auladigital#slideShow
Grupo Porto Editora e Areal https://www.escolavirtual.pt/

E para os pais?

Para a facilitação da comunicação entre pais e filhos, a propósito do uso do smartphone pelas crianças e adolescentes, no Abacateiro destacamos o trabalho desenvolvido pela investigadora Dr. Deborah Heitner:

Esta investigadora é também autora do livro Screenwise (2016), um guia fundamental para manter aberta a comunicação entre pais e filhos.

Link de Afiliado do Abacateiro que poderão utilizar para comprar o livro, ajudando assim a promover o nosso trabalho: https://amzn.to/2UgI5ej

Parcerias & Patronos do podcast Parentalidade Wi-Fi

Para propostas de parceria para o podcast Parentalidade Wi-Fi enviem um email para parcerias@parentalidadewifi.com.

Podem também tornar-se patronos individuais do podcast, bastando para isso contribuir nas plataformas Buy me a Coffee ou Patreon.

Buy Me A Coffee
Become a Patron!

Se gostaram do som e quiserem saber mais sobre o microfone que usei para este episódio leiam este artigo do Abacateiro no Algarve.

Partilhem, subscrevam e sejam bem-vindos ao podcast Parentalidade Wi-Fi!

Referências (Bibliográficas & WEB)

‘Nativos digitais’ não sabem buscar conhecimento na internet, diz OCDE, BBC News|Brasil, disponível em https://www.bbc.com/portuguese/geral-57286155

The digital native is a myth. Nature 547, 380 (2017). https://doi.org/10.1038/547380a

AaVv. Os nativos digitais no Brasil, disponível em https://www.redalyc.org/pdf/1430/143031143010.pdf

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *