Eu Sílvia me apresento

Sou a mulher por trás do Abacateiro no Algarve. A minha história é simples: sou daqui, mas não nasci cá.

Tenho duas filhas: a ML, a alfacinha como eu; e a J. a farense, nascida aqui ao sul. De volta e meia vão ler sobre elas e não se preocupem que eu vou fazer as devidas notas de rodapé (tipo tese universitária ou artigo da Wikipedia).

Imagem de Shutterbug75 por Pixabay

Mudei de década há dias e juro que no dia seguinte senti mesmo uma coisa diferente na unha do dedo mindinho do pé esquerdo.

 

Sou empresária e costumo dizer que sou uma idiota. Porquê “idiota”? Porque tenho sempre muitas ideias que gosto de partilhar.

(Uma professora das minhas filhas uma vez tentou explicar-me o verdadeiro significado da palavra idiota, mas a senhora sentiu-se como o Santo António a pregar aos peixes…)

 

Adoro histórias e quase todos os dias também adoro pessoas. Se fosse um animal irracional, seria uma borboleta; se fosse um vegetal, seria um pinheiro. Megalomania e mania que sou linda como um raio não me faltam.

E o que é que o Abacateiro no Algarve tem com a Silvia R.? O nosso amor é verde (já cantava a Natália Andrade) e eu visto um 40 justo da cintura para baixo e um 38 folgado da cintura para cima. Conhecem o fruto do abacateiro, certo? É periforme, tipo assim e assim e assim.

Não tem lógica, eu sei… mas nem tudo na vida tem de a ter.
Olá 2021.

Pêra.

 

Imagem de Geraldine Dukes por Pixabay
Pés em Seixos

 

Imagem de Pexels por Pixabay
Faro, doca e zona ribeirinha da muralha

 

Imagem de Stephen Wall por Pixabay

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *